Todos direitos reservados

Ligue:

55 11 2091-2158

Endereço: 

Rua Platina Nº 1542

Tatuapé São Paulo/SP 

       A  dança é construída de ‘dentro para fora’, os bailarinos são estimulados a vasculhar os caminhos do labirinto interno, escutando seu próprio corpo, encontrando o prazer no ato de se movimentar e o senso de humor no movimento. A beleza estética é conseqüência desses acessos de verdades individuais.  

       O   PROPÓSITO DA COMPANHIA É RESGATAR A BELEZA E VIRTUOSE DE SALTOS, GIROS E LINHAS DO BALLET CLÁSSICO EM UM

CORPO DO SÉCULO XXI, COM UMA NOVA ROUPAGEM DE VIVÊNCIA E BAGAGEM DA DANÇA CONTEMPORÂNEA, NESSE CONTEXTO A PESQUISA CORPORAL INCLUI SINCRONISMO APLICADO EM MOVIMENTOS COM DESARTICULAÇÃO, QUEBRA DE LINHA DE RIGIDEZ, TÉCNICA DE CHÃO, DENTRO DE UM PADRÃO DE CONTINUIDADE ANATÔMICA, AS SAPATILHAS DE PONTA SE TORNAM INSTRUMENTO DA DANÇA CONTEMPORÂNEA. A COMPANHIA BUSCA O APRIMORAMENTO DOS INSTINTOS E SENTIDOS DANDO LIBERDADE À IDENTIDADE DOS BAILARINOS. AS OBRAS ABORDAM TEMAS ATEMPORAIS INERENTES A VIDA INSTIGANDO A PROFUNDA REFLEXÃO SOBRE OS CAMINHOS DO PSICOLÓGICO HUMANO. 

     RESGATAR AS FACULDADES INSTINTIVAS DA MENTE, TRAZER DE VOLTA AS CAPACIDADES INTUITIVAS QUE SE NORTEIAM PELO ESTIMULO E APURAMENTO DAS SENSAÇÕES. A LINHA RETA, CLARA E RACIONAL É DEIXADA EM SEGUNDO PLANO, O INTUITO É ESTIMULAR A CRIATIVIDADE E O IMAGINÁRIO, A PROPOSTA DE MOVIMENTO DO COREÓGRAFO NÃO É CRIAR A LINHA EXATA DE PASSAGENS DO CORPO MAS SIM UM ‘ROTEIRO DE MOVIMENTO’ NO QUAL CADA INDIVÍDUO TENHA ESPAÇO PARA TRAZER SUA IDENTIDADE E SENSAÇÕES DO MOMENTO PRESENTE DA DANÇA.                          

FICHA TÉCNICA

Diretor e Coreógrafo

Vinícius Anselmo

Membro do Conselho Internacional de Dança, sede em Paris na França;

Diretor da Escola Ballet Educart em São Paulo;

Contemplado pelo Programa da Prefeitura Municipal de São Paulo, Fomento á Dança em 2017 e 2018;

Contratado como primeiro bailarino na companhia Albany Berkshire nos Estados; Unidos. Integrou as companhias: Ballet Stagium e StacattoSP em São Paulo;

Convidado para compor a banca de jurados do Festival Urizzi Dance;

Convidado para compor a Comissão de Especialistas de seleção de trabalhos no Festival de Dança do Triângulo em Uberlândia;

Realizou Cursos de aperfeiçoamento em Braodway Center, Steps on Boadway, Central Arts e Peridance em Nova York;

Coreógrafo premiado em importantes festivais nacionais e internacionais como Tanzolymp (Alemanha), YAGP (Nova York) e Festival de Dança de Joinville (Brasil);

Convidado a compor a banca de exames Escola de Dança do Theatro Municipal de São Paulo;

Teve seu trabalho ‘Eu Digital’ premiado e escolhido para se apresentar na noite de Gala em Berlim na Alemanha, Theater des Westens, dividindo o palco com grandes companhias como Staatsballett Berlin e Teatro Mariinsky;

Estudou em Paris na França o repertório e construção coreográfica de grandes nomes como Jiri Kilyan, Ohah Naharin, Cristal Pite e Sharon Eyal.

Mestre de Ballet

José Ricardo Tomaselli

Professor de Balé Clássico. Trabalhou no Studio Dançarumo, sob direção de Eduardo Bonnis, e na Cia Druw, sob direção de Miriam Druwe. Professor de balé clássico desde 1986, atuou em escolas de dança em São Paulo e outros estados. Foi professor residente da São Paulo Companhia de Dança de 2011 a 2013. É professor da Escola de Dança de São Paulo/Fundação Theatro Municipal desde 2011 e da Cia. Fragmento, dirigida por Vanessa Macedo, desde 2014. É professor convidado do Grupo Corpo Cia de Dança desde 2006.

Mestre de Ballet

Lars van Cauwenbergh

Nasceu na Antuérpia (Bélgica).

Estudou na Higher Ballet School da Antuérpia.

Aos 17 anos ingressou no Royal Ballet de Flanders e aos 18 anos foi promovido a primeiro bailarino.  Trabalhou no Royal Ballet of Flanders, English National Ballet e Staatstheater Wiesbaden.

Durante sua carreira foi convidado para se apresentar nas principais companhias como:

Paris Opera, La Scala Milano , West Australian Ballet, Deustche Oper Berlin, Ballet de Lópera de Nice, dentre outras.

Participou de turnês e Galas em todos os continentes.

Depois de uma carreira de sucesso como bailarino, começou a lecionar Técnica Clássica nas principais companhias da Europa.

Foi assistente da direção da Cia de Dança Palácio das Artes, em Belo Horizonte.

Lecionou aulas de Técnica Clássica no Grupo Corpo, Ballet Jovem de Minas Gerais e Studio 3.

Foi assistente de direção e ensaiador na São Paulo Companhia de Dança, onde atualmente atua como professor.

Atua como professor e jurado convidado nos principais festivais nacionais e internacionais.

Atualmente é assistente de direção, professor de Ballet Clássico e ensaiador no IOA Dança - Instituto de Orientação Artística, de Jundiaí – SP.

Filósofo

Rodrigo Vilauba 

Doutor em Comunicação e Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Autor do livro "Teoria da Comunicação", da editora Ática. Professor de Teoria da Comunicação, Antropologia Cultural e Filosofia com passagens pela FMU e Belas Artes, atualmente integrando o quadro docente do Istituto Europeo di Design. Professor convidado de Análise do Discurso nos programas de Letras do Mackenzie e da PUC-SP. Palestrante nas áreas de comunicação, filosofia e cultura.

Pianista

Rosely Chamma

Rosely Chamma iniciou seu trabalho como acompanhante de Balé nos anos 80 e desde então segue nesse ofício. Foi pianista do Balé Stagium, Balé da Cidade, São Paulo Cia de Dança e atualmente na Cia Cisne Negro e Escola de Dança de São Paulo.

Iluminadora

Mary Raquel Balekian

Atriz (1983 a 1999); Técnica de Iluminação Cênica (desde 1989); Operadora de Luz (desde 1989); Light Designer (desde 1994); Diretora de palco (desde 2001); Coordenadora Técnica (desde 1993). 

Atuação nacional e internacional: Brasil, África do Sul, Alemanha, Argentina, Chile,

Colômbia, Cuba, , Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Moçambique, Paraguai,

Portugal, Sérvia, Tailândia, Uruguai.

BAILARINOS

Bruno Lobo

Formado pelo Escola Municipal de Bailados do Teatro Municipal de São Paulo. 

Dançou em Cias Profissionais tais como Cia Brasileira de Ballet do Rio de Janeiro sob direção de Jorge Teixeira, São Paulo Cia de Dança sob direção de Iracity Cardoso e Inês Bogéa , Sinonymy Danse et Music em Mônaco sob direção de Ramon Reis e Cia de Dança Deborah Colker,  dirigido por Deborah Colker.

Diana Rosa

Tem Formação Clássica no Núcleo Artístico Belle Amie em Araras SP e no Royal Academy of Dance-Inter em Rio Claro SP. Participou em temporada com Vivá Cia de Dança de Carlos Fontineli, da Equipe de Profissional Deborah Colker na Abertura Olímpica em 2016 com Elenco WALL no RJ, convidada na Comissão de Frente da Vila Isabel com Coreógrafo Jaime Aroxa , fez parte também da Urbanus Cia de Dança com Direção e coreografia de Henrique Talmah e do Coletivo Dona Coisa com Direção de Movimento de Karina Mendes e Carol Pagano

Felipe Guedes

Iniciou seus estudos aos 14 anos e se formou pela ETEC de Artes de São Paulo. Entre os anos de 2010 e 2012 integrou o elenco da Cia. Borelli de Dança. No ano de 2014 participou do projeto Biblioteca do Corpo do diretor Ismael Ivo, em Vienna, onde trabalhou com Francesca Harper (Forsythe), Kenji Takagi (Pina Bausch), Marta Coronado (Rosas), Jose Agudo (Akram Khan) e Libby Farr (Rosas e Batsheva Dance 

Company). Teve como principais mestres Maria Dolores Pestelli, Wagner Alvarenga, Paulo Vinicius, Luiz Fernando Bongiovanni e Vanessa Macedo

Guilherme Maciel

Nascido em São Paulo, Guilherme iniciou seus estudos aos 11 anos em balé clássico, jazz e dança contemporânea. Em 2006 e 2008, ele conquistou o terceiro lugar no Youth American Grand Prix de Nova York e bolsas de estudo para importantes escolas americanas, como o Houston Ballet, o Boston Ballet e o The Harid Conservatory, onde passou um ano aperfeiçoando sua técnica. Ele é premiado em vários festivais de dança no Brasil como melhor bailarino e melhor coreografo. Em 2008, sob a direção de Iracity Cardoso e Inês Bogea, ingressou na Cia de Dança de São Paulo, para trabalhar com coreógrafos e remontadores nacionais e internacionais. Em 2011 e 2017, participou de "O Quebra-Nozes", produzido pela Cisne Negro Cia de Dança. Em abril de 2013 ele foi bailairno convidado das galas "Black Swan" e "Os Virtuosos do Balé Mundial" na Rússia. Ele recebeu o prêmio de Melhor Coreógrafo nas finais do YAGP em Nova York em 2016, o que levou a um convite para participar do "Workshop for Young Choreographers" no Teatro Mariinsky em São Petersburgo, Rússia, onde criou "Por um olhar mais doce". Em 2018 foi professor e coach convidado no Cloche Workshop de Ballet Intensivo, organizado por Sandra Racedo em Córdoba, Argentina. Atualmente é diretor artístico e professore do Grupo Jovem Paulista no Brasil, além de bailarino da Intuição Cia de Dança.

Heloisa Magalhães

Começou seus estudos aos 4 anos de idade, passou pelas escolas Aria (Recife-PE), Centro de Danças Ana Unger (Belém-PA) e Especial Academia de Ballet (São Paulo-SP), onde se formou. Teve como mestres Jorge Peña, Ana Maria Campos, Guivalde de Almeida, Mercedes Beltran, Humberto Teixeira e  Ana Unger. Foi certificada com o Solo Seal Award concedido pela Royal Academy of Dance em 2016. Dançou diversos ballets como  Dom Quixote, Coppelia, Raymonda,  A Filha do Faraó, Esmeralda, o Quebra-Nozes, Romeo e Julieta, etc. Participou e foi premiada em  festivais nacionais e internacionais como YAGP, seletiva do Prix de Lausanne em Córdoba, Festival de Danças de Joinville entre outros. Dançou profissionalmente com a Cia Jovem de São José dos Campos, São Paulo Companhia de Dança e Cia Brasileira de Danças Clássicas.

Jeison Lopes

Iniciou seus estudos aos 14 anos. Formado pelo Centro de Artes Pavarini, em sua tragetória teve como mestres Jorge Peña, Olga Dolganova, Ana Maria Campos, Ady Addor, Eduardo Bonnis entre outros. Participou de grandes festivais internacionais como Tanzolymp na Alemanha e YAPG em New York, nacionais como Festival de Dança de Joinville, Passo de Arte e Seminário Internacional de Brasília. Foi contemplado com contrato para Royal City Yoht Ballet Company  em Voncouver no Canadá.  

Juliano Weber

Nascido em Limeira, formado pela escola de dança Complexo Royale, aos 17 anos ingressou a Cia Jovem de Dança de São José dos Campos, se mudou para São Paulo onde ingressou a Cia Paulista de Dança e a Cia Jovem do Theatro Municipal de São Paulo, dançando grandes obras como Giselle, Lago dos Cisnes, O Quebra Nozes, Don Quixote, entre outros.

Márcio Vitorino

Iniciou sua carreira artística aos 13 anos em 2010 na Cia Diversidança sob direção de

Rodrigo Cândido com aulas de Dança Contemporânea; Para aperfeiçoamento técnico ingressou no Estúdio Anacã e no Pavilhão D Centro de Artes fazendo aulas com Ricardo Scheir, Neyde Rossi, Gustavo Lopes, Andrea Pivatto, Edy Wilson, Eduardo Menezes e Edson Fernandes; Recebeu prêmios de Melhor Bailarino/Destaque no 21 Passo de Arte Internacional e em diversos outros festivais da cidade de São Paulo. Em 2015 a convite de Andrea Pivatto ingressou no Grupo Divinadança onde dançou trabalhos dos seguintes coreógrafos: Rafael Gomes, Henrique Rodovalho, Ricardo Scheir, Gleidson Vigne, Alex Soares, Jaruam Miguez, Igor Vieira, James Nunes, Milton Coatti, Liliane de Grammont, Bruno Gregório, Diogo Lima; Em 2017 teve contato com Erika Moura explorando Contato e Improvisação/Educação Somática; Atualmente é bailarino do Grupo Divinadança, Intuição Companhia de Ballet e Nucleo Tentaculo e é professor de Dança contemporanea no Pavilhão D, Espaço Arts e Escola Fabiana Ballet.

Mariana Massonetto

Iniciou seus estudos as 4 anos no Centro de Dança Fabiola Poch, onde se formou e profissionalizou em dança. Conquistou vaga em festivais renomados como “Passo de arte” e “Festival de dança de Joinville” onde teve bons resultados. Além das premiações como “Melhor bailarina” no festival “RV Promoções”, “Bailarina destaque” no festival “Som, luz e dança” entre outros. Em 2019 foi contratada como estagiária na cia Intuição com direção de Vinicius Anselmo. 

Nathália Massa 

Iniciou seus estudos aos 9 anos na Cia de Dança Municipal de Cordeirópolis e se formou na Escola Técnica de Dança Adriana Assaf, São Paulo. Teve como mestres Jolles Salles, Joseph Lopes, Adriana Assaf, Johnny Almeida, Eduardo Bonnis, Sahyli Presanes. Ingressou na Companhia Paulista de Dança dançando grandes obras de ballet blássico como O Lago dos Cisnes, Don Quixote, La Esmeralda, La Bayadere, Paquita, Alice no país das maravilhas, Cinderella entre outros. Participou de grandes festivais como Festival Internacional em Goiás e Festival de Dança em Joinville onde conquistou várias premiações. 

Thalita Falk

Aos 8 anos de idade ingressou no programa de formação do Teatro Municipal de São Paulo através da Escola de Dança de São Paulo EDASP onde se formou. Teve como mestres: Esmeralda Penha Gazal, Vigínia Abbud, Daniela Stasi, Suzana Yamauchi, José Ricardo Tomaselli, Dulcinéia Braz, Armando Aurich entre outros. Estagiou no Balé da Cidade de São Paulo (BCSP), sob direção de Iracity Cardoso e no Projeto Mov_ola dirigido pelo coreógrafo Alex Soares. Participou do VI Congresso de Dança Moderna RJ. Atuou como bailarina na Sopro Cia de Dança. 

Diretor e Coreógrafo: Vinícius Anselmo

Assistente de Direção: Ana Beatriz Farias 


Auxiliar Administrativo e produtora: Marli Santos

Diretora de Marketing: Nathalia Urizzi

Gestão Comercial: Thalita Falk

Pianista: Rosely Chamma

Figurinista: Carlos Aguero e Felipe Guedes

Costureira: Cleuza Torres

Cenógrafo: Gustavo Pereyra e Onias Viana

Iluminadora: Mary Raquel Balekian

Operação de Luz: Val Santana


Técnico de Luz: Isaias Neri

Técnico de Som: Aharon Gidali

Coordenador Técnico: Igor Lopes


Cenotécnico: Beto Lopes

Apoio Técnico: Radson